Prefeitura realiza campanha educativa de controle e combate aos caramujos africanos

Com a chuvas que caíram em Curral de Cima nos últimos dias, o registro do surgimento de focos de Caramujo Africano levou a Prefeitura de Curral de Cima, por meio da Secretaria Municipal Saúde, em parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Vigilância Sanitária e Vigilância Epidemiológica, a realizar uma campanha de educativa de combate e controle ao moluscos.

Vale informar que o Ministério de Saúde não dispõe de programas ou lesvicidas para o controle de Caramujo Africano, sendo assim cabe a população seguir as orientações.

Veja as principais características e o que fazer caso o caramujo apareça na sua residência:

Características do Caramujo Africano
– Peso aproximado de 200g;
– Possui uma concha cônica características que pode atingir até 15 cm;
– Apresenta um padrão manchado nos tons marrom-claro e escuro.

Porque combatê-lo?
O caramujo africano é um molusco considerado como uma das 100 piores espécies invasoras do mundo. Pois se reproduz facilmente, colocando em média 300 ovos por indivíduo e se adapta facilmente a áreas urbanas.

Os caramujos africanos são hospedeiros intermediários de larvas de nematódeos responsáveis pela transmissão de duas doenças: a angiostrongilíase abdominal e a meningoencefalite eosinofílica.

Ações de combate
– Proteja as mãos com luvas ou saco plástico, para evitar a contaminação com a verminoses;
– Colete todos os Caramujos Africanos que encontrar, seja os indivíduos vivos, as conchas ou os ovos;
– Deposite-os em baldes, tambores ou latões. Jogue CAL sobre as coletas e esmague-as.
– Não use sal de cozinha, o cloreto de sódio saliniza o solo e não é eficiente;
– Coloque os caramujos esmagados em um buraco, de pelo menos 80 cm, previamente forrado com CAL e cubra com terra;
– Certifique-se que todas as conchas estão esmagadas, pois elas favorecem o acúmulo de água e proliferação do mosquito Aedes Aegypti.

Importante
O uso de lesmicida e outros tipos de venenos pode causar morte e intoxicação em pessoas e animais domésticos. Não deixe acumular em seu quintal ou terreno, lixo, entulho ou mato, pois servem de abrigo e alimento para esses animais. Cuidado para não coletar e matar Caramujos Gigantes Nativos, pois estes fazem bem ao meio ambiente.

Atenção
– Higienize bem as frutas, verduras e legumes antes de consumir.
– Nunca ingerir os moluscos capturados.
– Nunca os leves para casa.
– Não usar pesticidas para eliminação do caramujo.
– Não use como isca de peixe.

Em caso de contato com o caramujo Africano ou com seu muco, lave bem as mãos com água e sabão.

COMPARTILHAR