Prefeitura distribui 3 toneladas de alimentos a famílias que vivem na linha de vulnerabilidade social

A Prefeitura Municipal de Curral de Cima, através da Secretaria de Ação Social, recebeu 3 toneladas de alimentos da agricultura familiar, onde foram distribuídas para as pessoas em situação de vulnerabilidade social no município.

A distribuição aconteceu na tarde da última Quarta-feira (10) no Ginásio de Esportes “O Lourenção”.

A ação é fruto de uma parceria entre a Prefeitura a CONAB e Associações Rurais do município.

Os alimentos são produzidos pelos pequenos agricultores e destinados à população carente.

A Prefeitura tem ininterruptamente executado ações dessa natureza, e em conjunto com medidas restritivas, além da estruturação de nossa rede de saúde, estamos juntos no combate ao Covid-19.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é desenvolvido em parceria com o Governo Federal e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

O PAA é desenvolvido em poucas cidades do Estado e fortalece a agricultura familiar. ”Ao mesmo tempo que garante a segurança alimentar das famílias beneficiadas, ao adquirir os produtos diretamente dos agricultores, o programa agrega valor à produção dos alimentos”, explica o prefeito Totó Ribeiro (PP).

“O PAA é um programa gratificante, onde todos saem ganhando: os produtores rurais, os distribuidores e as famílias, que recebem o alimento”, afirma a secretária de Ação Social, Vanúbia Tavares.

A distribuição dos alimentos faz parte das ações adotadas pela Prefeitura Municipal de Curral de Cima em razão da pandemia do novo coronavírus. O município já havia realizado a distribuição de alimentos, em abril do ano passado (2020), para 600 famílias a famílias em situação de vulnerabilidade social, cadastradas no CadÚnico e que possuíam filhos matriculados na rede municipal de ensino.

A Prefeitura emitiu decreto Estado de Calamidade Pública por 90 dias por conta da pandemia. Entre outras medidas, realizou a redução de 30% nos salários do prefeito, vice-prefeito e secretários municipais. O montante será utilizado para o combate ao coronavírus.

COMPARTILHAR